Mo Troper abandonado por gravadora, gerente e publicitário após alegações de abuso

0
15

Registros Lame-O não está mais lançando um novo álbum do artista power-pop de Portland, Mo Troper, anunciou a gravadora em X. Embora a gravadora tenha citado apenas “informações recentes” como o motivo para retirar o álbum de Troper, Lame-O concluiu sua mensagem: “Estamos enviando pensamentos de cura para Maya e vítimas de abuso em todos os lugares”.

O anúncio de Lame-O vem após a ex-parceira de Troper, Maya Stoner da banda Sala Flutuanteacusou-o de abuso físico e psicológico em uma série recente de social meios de comunicação Postagens. Também chega quando o empresário de Troper, Luke Phillips, anuncia que não trabalhará mais com o músico. Além disso, a Grandstand Media, empresa de publicidade que vinha trabalhando com Troper, confirmou ao Pitchfork que também não representa mais o músico.

Em um série de postagens no X, Phillips explicou sua decisão de “deixar de ser o empresário de Mo”. Phillips disse que Troper e Stoner são “pessoas que considero amigos” e que, a certa altura, ele foi convidado a oficializar o casamento. “Eu acredito em Maya”, escreveu ele. “Espero que todos os envolvidos possam tomar as medidas necessárias para se curar e crescer com isso, e espero que aqueles que foram pegos de surpresa por essas alegações, como eu, possam encontrar espaço para apoiar uns aos outros em tudo o que precisarem no futuro.”

Na noite de domingo (17 de março), Troper excluiu suas contas de mídia social no Instagram e X. Seu novo álbum, Svengalifoi originalmente agendado para lançamento em 3 de maio. Seria seu terceiro projeto pela Lame-O Records e, no momento da publicação, não está mais disponível para compra no site da gravadora.


Se você ou alguém que você conhece foi afetado por violência doméstica, encorajamos você a entrar em contato com:

A Linha Direta Nacional de Violência Doméstica
http://thehotline.org
1-800-799-SEGURO (7233)



Fuente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here